TUBAÍNAS E AFINS

 

BLOGS

 

GUIA DE EMPRESAS

 

PUBLICAÇÕES

 

EVENTOS

 

ANUNCIE

 

QUEM SOMOS

 
 
  Bebidas e Afins   |   Cachaças e Afins   |   Cafés e Afins   |   Cervejas e Afins   |   Sabores e Afins   |   Viagens e Afins   |   Vinhos e Afins
 
 
 
  EMPRESAS DE A A Z

0-9  |  A  |  B  |  C  |  D  |  E  |  F  |  G  |  H  |  I  |  J  |  L  |  K  |  M  |  N  |  O  |  P  |  Q  |  R  |  S  |  T  |  U  |  V  |  W  |  X  |  Y  |  Z

 
 
 
 
 
 
 
 
 
19
out
2011
 
Revista Bebidas e Afins: Cachaça, a cara do Brasil
 
Postado por
Godi Júnior
   

 
Reconhecida, valorizada e até mesmo festejada por um público seleto e sofisticado, esta é a cachaça tipicamente brasileira. Popularmente apelidada como “água que passarinho não bebe”, a bebida que possui mais de 150 sinônimos, segundo o dicionário Aurélio, passa a fazer parte da mesa de todos os tipos de consumidores. Depois de ser eleita a mais popular do Brasil, a cachaça é destaque em elegantes restaurantes e bares, dando um toque especial a pratos de conceituados chefs de cozinha.

Envelhecida, Premium, Extra Premium, independente do tipo, a “marvada”, famosa por seu elevado teor alcoólico, obtida por destilação de frutos, cereais, raízes, sementes, tubérculos, etc, está em alta no momento. Aqui ou no exterior, ela possui consumidores fiéis, movimentando por ano 1 bilhão de reais e mais 1de bilhão de litros. Paris Hilton e a atriz Jennifer Aniston não cansam de declarar sua paixão pela caipirinha.

Apesar de ser um dos destilados mais pedidos nos bares norte-americanos, principalmente pelos apreciadores de tequila, uma barreira ainda bloqueia uma difusão maior da cachaça por lá: é que nos EUA o produto ainda não reconhecido pelos órgãos responsáveis pela classificação de bebidas e alimentos. Dessa forma, ela é vendida como Brazilian Rum, apesar de o rum ser feito a partir da fermentação de um caldo de cana “cozido” e ser produzido nas ilhas do Caribe, enquanto a cachaça é exclusivamente brasileira e feita com cana “crua”, prensada e fermentada.

“Estamos, também, reivindicando a denominação de origem e a elaboração da regulamentação para o produto no exterior”, afirma Leandro Lara, diretor da Feira Brasil Cachaça. “Essa situação, em breve, vai mudar. Os governos do Brasil e Estados Unidos estão acertando um acordo para que a gente passe a reconhecer, muito em breve, os bourbons e os tennessee whiskys, como o Jack Daniels, enquanto eles, em retribuição, passarão a reconhecer a cachaça com destilado brasileiro”, explica.

Origem da cachaça

Para entender a história da cachaça é necessário voltar ao início do século XV, quando os portugueses conheceram a cana de açúcar durante suas viagens à Ásia e não tardaram em levar algumas mudas para a Ilha da Madeira para, mais adiante, levar a cana para novas terras descobertas no Ocidente.

Em pouco tempo, a cana de açúcar se tornou um dos negócios mais lucrativos em terras americanas para os países europeus, dada a crescente demanda por este produto no Velho Mundo para usos gastronômicos. Porém, o “Rei Açúcar” exigia cada vez mais terras e sacrifícios humanos. Milhares de hectares de matas foram destruídos, e como a mão de obra não era suficiente para assegurar a produção, milhares de africanos acabaram embarcados rumo à América para serem escravos nos canaviais. Graças ao suor e ao sangue destes trabalhadores negros, a nobreza europeia podia levar uma vida que, além de confortável, era cada vez mais doce.

Nos engenhos onde se obtinha o açúcar, o caldo da cana era depurado em uma enorme caldeira em fogo brando. A espuma formada pelos resíduos da planta era usada como alimento para os animais. Era a cachaça.

Só a partir do século XVI a cachaça, da mesma forma que se fazia com os restos da fermentação do suco da uva, começou a ser destilada com a ajuda de um alambique. Seu primeiro nome foi aguardente de cana e ela era dada aos escravos junto com a primeira refeição do dia para que pudessem suportar melhor o trabalho nos canaviais.

Com o passar do tempo, o processo para a obtenção desta aguardente foi melhorando, assim como sua qualidade. Seu consumo cresceu de maneira tão rápida que a Coroa Portuguesa viu perigar a venda de sua aguardente nacional, a “bagaceira”, para as colônias. Em 1635, a metrópole acabou proibindo a venda de cachaça no Estado da Bahia e, quatro anos depois, tentou proibir sua fabricação.No entanto, a cachaça já tinha se tornado a bebida preferida da enorme colônia americana.

Típica do Brasil (e do mundo)

As bebidas possuem, em geral, um ciclo de consumo no mundo. A cada dez anos, uma bebida se destaca no mercado e vira líder em todos os países. O atual ciclo é o da cachaça, que tem o Brasil como seu país de origem. Segundo o professor de agronomia da UFPR, Agenor Maccari Jr., que possui várias pesquisas sobre a cachaça, este momento ocorre em função do mercado e da economia atual. Explica-se o alto consumo da bebida no exterior também por estar o Brasil em destaque internacional. “O Brasil é carnaval, futebol e cachaça. Faz parte da identidade cultural do país”, afirma o professor.

No mercado interno, vários são os motivos pelos quais os brasileiros consomem o produto. O apreciador da bebida Nestor Romko afirma que seu interesse está estritamente relacionado à culinária. “Gosto de pratos com cachaça, como o linguado”.

Reportagem também publicada na revista Bem Viver
 
 
COMPARTILHAR
 
 
 
COMENTAR
 
 
NOME
 
E-MAIL
 
CIDADE -
 
COMENTÁRIO
 
CÓD. DE SEGURANÇA CÓDIGO DE SEGURANÇA 1414
 
 
 
 
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
 
 
 
1
nov
2011
 
  Notícia do Portal Exame: Fabricante da cachaça 51 lança bebida para público jovem
 
 
 
 
2
set
2014
 
  Sagatiba completa dez anos no mês da cachaça
 
 
 
 
6
jun
2014
 
  Cachaça artesanal será destaque em mundial de bebidas
 
 
 
 
6
dez
2011
 
  Notícia do site Estado de Minas: Cachaça mineira é acusada de plágio por fabricante de uísque
 
 
 
 
6
dez
2013
 
  Cachaça 51 chega ao cinema
 
 
 
 
 
 
 
 
Revista Bebidas e Afins
 
 

NÚMERO 5
ABRIL DE 2012

 
 
 
 
 
Bebidas e Afins Express
 
 

NÚMERO 20
ABRIL DE 2012

 
 
 
 
 
Refrigerantes Arco Íris
 
 
 
MG do Brasil
 
 
 
Matrix Ingredientes Comércio e Representações Ltda.
 
 
 
 
 
 
 
Brasileiros preferem, cada vez mais, café premium
 
 
 
Cervejas para comemorar o Halloween
 
 
 
Piracanjuba marca presença na 4° corrida de Prevenção do Câncer de Mama, em Goiânia
 
 
 
Harmonização de Chás trouxe uma combinação de aromas e sabores aos amantes da boa gastronomia
 
 
 
Evento traz os principais nomes do setor energético
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
O que você procura?
 

BUSCAR

 
 
 
 
 
 
 

Acessórios
 

Acidulantes
 

Aço Inox
 

Açúcares
 

Adegas
 

Adesivos
 

Aditivos
 

Agitadores
 

Amidos
 

Aquecedores
 

Aromas e aromatizantes
 

Assessoria de comunicação
 

Associações e entidades
 

Ácidos
 

Água de Coco
 

Água Mineral
 

Água Tônica
 

Álcool
 

Balanças
 

Barris
 

Bases
 

Bebedouros
 

Bombas
 

Borrachas
 

Brindes
 

Cabos
 

Cachaças
 

Cafés
 

Caldeiras
 

Cervejarias
 

Chás
 

Chopeiras
 

Chopp
 

Codificadores
 

Componentes
 

Compressores
 

Concentrados
 

Conhaques
 

Conservantes
 

Consultoria técnica
 

Controle de qualidade
 

Coolers
 

Copos e canecas
 

Corantes
 

Correntes industriais
 

Cristalerias
 

Cursos
 

Destiladores
 

Detergentes especiais
 

Diluidores
 

Displays
 

Distribuidores de bebidas
 

Dosadores
 

Embaladoras
 

Embalagens
 

Empacotadoras
 

Empilhadeiras
 

Emulsões
 

Envasadoras
 

Enxaguadoras
 

Espumantes
 

Essências
 

Estabilizantes
 

Esteiras
 

Esterelização
 

Etiquetas
 

Exportadores
 

Extratos
 

Feiras e eventos
 

Fermentadores
 

Filmagem
 

Filtros
 

Fotografia
 

Franquias
 

Frascos
 

Freezers
 

Garrafas
 

Gás
 

Iluminação
 

Informática
 

Ingredientes
 

Injetoras
 

Insumos
 

Isoladores
 

Isotônicos
 

Lacres
 

Latas
 

Laticínios
 

Lavadoras
 

Limpeza industrial
 

Lubrificantes
 

Lúpulos
 

Maltes
 

Mangueiras
 

Manutenção industrial
 

Máquinas de café
 

Máquinas de suco
 

Máquinas industriais
 

Misturadores
 

Mobiliário
 

Paletização
 

Pasteurizadores
 

Peças
 

Plásticos
 

Proteínas
 

Purificadores de água
 

Reatores
 

Refrigeração
 

Refrigerantes
 

Rolhas
 

Rotuladoras
 

Rótulos
 

Sacos e sacolas
 

Seladoras
 

Serpentinas
 

Silos
 

Sites e portais
 

Software
 

Sopradoras
 

Sucos
 

Tampadoras
 

Tampas
 

Tanques
 

Traduções
 

Transmissores
 

Transportadoras
 

Tubos e conexões
 

Válvulas
 

Vernizes
 

Vidros
 

Vinhos
 

Vitaminas
 

Xaropes
 
 
 
 
 
 
 

 

BEBIDAS E AFINS | SWTH COMUNICAÇÃO & WEB
Rua Itararé, 501 | Jardim Paulista
Ribeirão Preto | SP | Fone (16) 3237-9197 | Quem somos | Entre em contato